Melhores Amplificadores Marshall

Se você é chegado em música e se liga em equipamentos diversos, deve conhecer os melhores amplificadores Marshall.

A Marshall é uma das maiores e melhores marcas de todos os tempos, que conseguiu superar os desafios do tempo e continua grande.

Desta forma, para quem busca qualidade, variedade e confiabilidade, os amplificadores Marshall são boas opções.

Mas é preciso ter cuidado para escolher o modelo mais adequado, comparando assim as principais características de cada um e, assim, selecionando o que atenda às suas necessidades.

Isso nem sempre é fácil, sobretudo para as pessoas que não têm muita experiência com esse tipo de equipamento.

Então, este guia de compras vai te ajudar a fazer as comparações necessárias e te mostrará quais são os melhores amplificadores Marshall que existem hoje.

Melhores Amplificadores Marshall de 2024

Amplificador Valvulado Marshall JVM410C Combo 2 x 12"Marshall Valvulado JVM410C Combo 2 x 12"Melhor Amplificador MarshallProduto Indisponível
Marshall DSL20CR Combo valvuladoMarshall DSL20CR Combo ValvuladoMelhor Amplificador Marshall Custo Benefício17% OFFR$ 6.084,39 na Amazon
Amplificador Guitarra Marshall Carbon Fiber MG50CFXMarshall Guitarra Carbon Fiber MG50CFXAmplificador Marshall com Preço AcessívelR$ 4.999,00 na Amazon
Amplificador Guitarra Marshall Code 100Marshall Guitarra Code 100Amplificador Marshall Bom e BaratoProduto Indisponível
Melhores Amplificadores Marshall

O que há de mais importante nos amplificadores Marshall?

Por esta ser uma marca muito antiga e renomada, existe uma enorme quantidade de amplificadores Marshall diferentes.

São muitos projetos, com características bem distintas. Cada detalhe faz toda a diferença quando se trata de um amplificador.

Quais são os tipos de amplificadores Marshall que existem?

Uma coisa a se saber sobre os amplificadores é que há uma classificação conforme o formato.

Hoje em dia, os tipos principais são “combo” e “head”, sendo que eles são bem diferentes entre si.

  • Combo: nesse caso há uma única unidade onde se unem todos os componentes do amplificador. Este é o tipo mais simples de se utilizar;
  • Head: neste caso, os alto-falantes e pré-amplificadores ficam separados. É preciso unir os dois componentes para que funcionem adequadamente. Apesar de ser mais potente em relação ao combo, o uso é mais complexo.

Sistema interno dos amplificadores Marshall?

Além de conhecer o formato de cada modelo, é importante saber qual é o sistema interno usado pelo amplificador que pretende adquirir.

Até parece que essa diferença não é tão gritante, mas a verdade é que isso influencia diretamente nas características do amplificador. Conheça cada um:

  • Amplificador transiente: por conta do bom preço e das funcionalidades, este é ideal para iniciantes. Esses são menos pesados e trabalham com um transmissor que recebe o sinal e o envia ao amplificador. Além de ter som mais limpo, é também mais fácil de manter;
  • Amplificador de tubo: construído em tubos de vácuo, que se aquecem para a geração do som. Este é um modelo mais caro e mais pesado em relação aos transistores. Apesar da excelente qualidade de som, este é um modelo que demanda mais manutenção.
  • Amplificadores híbridos: o funcionamento desses se dá por meio de uma combinação de tubos e transientes. Além do som mais natural, este tem boa potência e som mais quente.

Conheça as partes que compõem um amplificador Marshall

Sem dúvidas, os avanços tecnológicos chegaram aos amplificadores, trazendo grandes transformações.

Atualmente, estes são equipamentos que possuem vários componentes, que juntos são capazes de gerar sons incríveis.

Mesmo que haja variações entre os modelos, existem três componentes que são absolutamente fundamentais. São eles:

  • Pré-amplificador: é justamente neste ponto que os equalizadores operam, e há a regulagem dos canais e da distorção. Além de nivelar a tensão elétrica, ele é responsável pelo tom do amplificador;
  • Amplificador de potência: como o nome sugere, este tem a função de elevar a potência do sinal que o instrumento musical emite;
  • Alto-falante: é o componente que gera o som, propriamente dito, a partir do sinal amplificado e vibração da membrana.

Quais são os controles dos amplificadores Marshall?

Primeiramente, é interessante dizer que praticamente todos os controles funcionam no pré-amplificador.

Além disso, a maioria dos amplificadores da marca conta com três elementos fundamentais: EQ, controle de ganho e unidade de reverberação.

Entenda o equalizador

Basicamente, este é o componente usado para o processamento do sinal de áudio e para a modificação das frequências do sinal que está sendo processado.

De maneira mais simplificada, ele aumenta as bandas de frequência para que seja possível alcançar o som desejado.

Lembrando que as bandas de frequência se dividem em baixo, médio e agudos, sendo as características de cada uma das seguintes:

  • Baixo: fazem um som encorpado. Este é especialmente importante para instrumentos como baixo e bateria. Mas no caso do violão, ele não é tão importante;
  • Médio alcance: ao tocar sozinho, este ajuda a deixar o som mais limpo, mas quando há vários instrumentos juntos, ele proporciona presença, clareza e definição, sem a necessidade de aumentar o volume.
  • Agudos: o uso de agudos vai depender da quantidade de distorção utilizada. Um som sem distorção e que possui agudos altos tende a ser mais limpo e cristalino.

Controle de ganho nos melhores amplificadores Marshall

De maneira simplificada, o controle de volume é fundamental para ajustar o amplificador da maneira desejada. Mas existem duas questões fundamentais em relação a isso:

  • Volume de entrada: de maneira simplificada, esta é a característica que determina a quantidade de sinal que o amplificador vai receber. Quanto menor o valor, mais limpo será o som. Consequentemente, quanto maior, mais distorção haverá.
  • Volume de saída: esta é a característica que permite o controle dos decibéis, independentemente do volume de entrada. Quanto maior for o volume de saída, mais alto o som vai ser.

O que é controle reverb?

O controle reverb é algo essencialmente simples e, basicamente, quanto maior for a distorção, menor será a reverberação.

É possível usar esse recurso também para obter os efeitos sonoros desejados. Quando a reverberação, o som do violão, por exemplo, dará uma sensação de estar distante. Então, você deve buscar o ponto que deseja.

Tamanho dos amplificadores Marshall

Como existem muitos tipos e modelos de amplificadores Marshall, é de se esperar que haja vários tamanhos.

Os produtos variam desde os mais simples e portáteis, até aqueles que são grandes e potentes. E vale aqui salientar que geralmente os modelos maiores são os de maior potência.

O ideal na escolha de um amplificador é conseguir aliar o tamanho da caixa à potência que você necessita.

Lembre-se de que os modelos grandes demais são difíceis de transportar de um lado para o outro em ensaios, shows e apresentações.

Som dos melhores amplificadores Marshall

Quando falamos sobre os modelos de amplificadores Marshall, devemos lembrar de que estamos analisando um equipamento musical.

Sendo assim, é fundamental buscar por um modelo que tenha uma sonoridade que realmente te agrade.

Algumas vezes você vai descobrir que não gosta do som do equipamento apenas quando o utilizar pela primeira vez.

Para evitar que isso aconteça, você pode fazer testes antes de fazer a compra ou buscar por avaliações de pessoas que já possuam o mesmo modelo.

É interessante aliar os aspectos técnicos que você busca, para conseguir escolher o produto certo.

Quais são os Melhores Amplificadores Marshall?

Como já foi dito, existem vários modelos de amplificadores Marshall, com características variadas e focados em públicos diversos.

Sendo assim, você deve estar em dúvidas sobre qual deles comprar. Para te ajudar com isso, elaboramos uma lista completa com os melhores amplificadores Marshall que existem.

1. Marshall Valvulado JVM410C Combo 2 x 12″

Melhor Amplificador Marshall

Amplificador Valvulado Marshall JVM410C Combo para Guitarra 100W 2x12"

  • Tipo de amplificador: combo
  • Potência de saída (RMS): 100W
  • Tecnologia do amplificador: valvular
  • Com reverb

Entre os melhores amplificadores Marshall, este modelo valvulado é uma excelente opção para quem procura por um produto que tenha uma boa distorção.

Com quatro canais, este equipamento possibilita alcançar tons mais limpos em todos os gêneros musicais que você imaginar.

Neste produto, o conector de entrada do tipo Jack 1/4″, garante uma excelente qualidade na hora de realizar gravações e transmissões variadas.

O conector combinado de saída do tipo Jack 1/4″, XLR possibilita economizar espaço, visto que é possível proporcionar uma conexão de áudio digital excelente.

2. Marshall DSL20CR Combo Valvulado

Melhor Amplificador Marshall com Custo-Benefício

Marshall DSL20CR Combo valvulado para guitarra

  • Tipo: valvulado
  • Canais: 2, “Ultra gain” e “Classic gain”
  • Potência: 20 watts com opção de atenuação para 10 watts
  • Saídas: 3x 1/4″ jack (16 ohms load / 8 ohms load) / 1 x 3.5 mm jack (P2) line out (emulada)
  • Entradas: 1 x 1/4″ instrument jack / 1 x 3.5 mm jack Aux in

O amplificador para guitarra Marshall DSL20 Dual Super Lead combo é um modelo que merece estar nesta lista graças às suas características impressionantes.

Com alto-falante Celestion Seventy-80 de 12 polegadas, este é um produto versátil, que tem um ótimo timbre.

A partir do momento em que você conecta o DSL adquire uma série de funcionalidades que permitem colocar em prática todo o seu dom musical.

 Características como 2 canais alternáveis por footswitch com controles de ganho e volume independente, reverb digital, loop de efeitos acionável por footswitch, equalização de 3 bandas, botão “tone shift” para ajuste fino dos médios, e controles de “presence” e “resonance” no power amp, tornam este um dos melhores amplificadores que existem.

Caso necessário, é possível reduzir a potência do equipamento de 20 para 10 watts, sem que isso interfira na qualidade do som.

3. Marshall Guitarra Carbon Fiber MG50CFX

Amplificador Marshall com Preço Acessível

Amplificador Guitarra Marshall Carbon Fiber MG50CFX

  • Potência de saída (RMS): 50W
  • Conector de entrada do tipo Jack 1/4″
  • Conector de saída Jack de 3,5 mm
  • Tecnologia do amplificador: transistor

Mesmo que a Marshall seja uma marca renomada, que tem na sua linha equipamentos bem caros, existem alguns que são acessíveis.

Sobretudo se você busca um amplificador mais leve, forte e potente, este é um amplificador transistor excelente.

Com quatro canais disponíveis, este equipamento permite obter tons limpos e também reproduzir qualquer gênero musical.

Com um conector de entrada do tipo Jack 1/4″, este é um dos melhores amplificadores Marshall para gravar ou transmitir.

Com um conector de saída de 3,5 mm, é possível conectar este amplificador a fones de ouvido e dispositivos portáteis diversos.

4. Marshall Guitarra Code 100

Amplificador Marshall Bom e Barato

AMPLIFICADOR DE GUITARRA CODE 100

  • Tipo de amplificador: combo
  • Potência de saída (RMS): 100W
  • Com reverb
  • Conector de entrada do tipo Jack 3.5 mm
  • Conector de saída do tipo Jack 1/4″ 3.5 mm

Entre os melhores amplificadores Marshall do tipo Combo, este é um modelo que tem características legais, ao mesmo tempo em que o preço é acessível.

A potência de saída de 100W te permite usar este amplificador em uma série de situações de maneira prática e eficiente.

Os conectores de entrada e de saída são de alta qualidade e permitem que o som seja incrivelmente limpo e livre de ruídos indesejados.

Conclusão

Quem busca um dos melhores amplificadores Marshall deve estar atento a uma série de fatores que são extremamente importantes sobre esse produto.

Lembrando que por se tratar de um produto musical, é importante zelar pela qualidade sonora, avaliando as principais questões relacionadas.

Neste guia, nós mostramos como analisar cuidadosamente os produtos para que você possa fazer a compra de um amplificador adequado às suas necessidades.

Dica: Não deixe de conferir nossa seleção dos melhores microfones condensadores.

Deixe um comentário