Melhores Repiques de Mão

Gosta de samba? De axé? De Sertanejo? Caso a sua resposta tenha sido “sim”, certamente você já dançou e se empolgou ao som dos melhores repiques de mão!

Melhores Repiques de Mão em 2024

Repique de Mão Alumínio 30x11" 6 Afin. Branco e Cereja (LAL3011RMBC)Gope LAL3011RMBCMelhor Repique de MãoProduto Indisponível
Repique Mão 30x10" Vnz 4 Afin. Ferragem Pop PretoLuen PercussionMelhor Custo-BenefícioR$ 299,00 na Amazon
Repique de Mão de 30x10" Alumínio com Aro Cromado e Pele LeitosaRepique de Mão TimbraRepique de Mão Bom para IniciantesR$ 299,90 na Amazon
Bacurinha Repinique Profissional Izzo 6232 Alumínio 30x8" Com Ferragens CromadasIzzo Bacurinha 6232Repique de Mão Bom e BaratoR$ 199,00 na Americanas
Repique Anel Inox - Serie Guetto 30x12" Ferragem CromadaLuen Serie Guetto Repique de Luxo e QualidadeProduto Indisponível
Contemporânea Repinique Madeira 30x12" Gabriel Policarpo 144CContemporânea Gabriel Policarpo 144CRepique de Mão Top de LinhaR$ 564,00 na Americanas

Quem precisa de um repinique?

Para quem gosta de pagodear, pagode de mesa mesmo, daqueles que animam o fim de semana da classe trabalhadora, esses certamente já ouviram falar do grupo Fundo de Quintal.

Foi nos ensaios dessa banda que uma nova versão do repinique surgiu, o famoso repique de mão.

Não está ligando o nome ao instrumento/pessoa? Foque no ritmo, bote um samba no som e preste atenção nos contratempos, lá estará o repinique. Batidas rápidas e sincopadas tornam a música algo ainda mais incrível.

Sabe aquela batida aguda e frenética que aparece no meio de um samba? Essa vibração intensa e acelerada é o repenique, tanto o instrumento, quanto o movimento.

O termo repenique tem relação com o verbo chamar, o que significa isso? Que as batidas desse instrumento chamam a presença do surdo de primeira.

O repenique ataca no contratempo, geralmente acompanhado pelos tamborins, e é justamente isso que dá ao samba aquilo que o povo gosta, swing e gingado.

Nesse post você encontrará as informações mais importantes para decidir qual será o seu próximo repenique. Além disso, saberá sobre cada detalhe importante que compõe o instrumento.

Repeniques

Repeniques são instrumentos musicais de origem brasileira

Para alguns especialistas o repenique, é o instrumento percussivo mais complexo dentre os presentes numa bateria de escola de samba. Por isso, é preciso ter responsabilidade e conhecimentos de música para fazer um bom uso.

A semelhança sonora com as caixas de bateria permite aos instrumentistas atuarem no acompanhamento e nos solos. Além disso, como não se trata de um tambor de marcação, mas de uma batucada sincopada e profunda, é preciso saber um pouco de teoria musical para não atravessar o samba.

Tipos de repeniques

Originalmente, o repenique tinha o corpo feito de madeira e couro dos dois lados. Tocava-se numa pele com uma baqueta e na outra com a mão. Contudo, os músicos brasileiros foram se apropriando até que criaram variações bem interessantes.

Repique de Mão

A vontade de fazer o samba acontecer é tão grande que um balde de obra foi unido à capa de um “tom” de bateria e a magia aconteceu. No Rio de Janeiro, em Ramos, no terreiro onde surgiu o Bloco Carnavalesco Cacique de Ramos, também nasceu o grupo Fundo de Quintal.

Dentre os integrantes desse grupo estava Ubirany, percussionista que inventou o repique de mão pensando em um instrumento bom para repicar as batidas dadas no Tantã.

Nesse modelo de corpo metálico, a mão que bate na lateral pode ser equipada com anéis e alianças, o que gerará uma outra sonoridade, também fará com que o povo passe a chamar o instrumento de repique de anel.

Bacurinha

Na Bahia o repenique também foi modificado, mais que transformado, foi assimilado pela batucada do povo e adaptado às necessidades do axé entre outros ritmos baianos.

A bacurinha torna a marcação dos tambores ancestrais mais intensa, a cada repicada que chama à volta do tambor para anunciar um novo compasso.

Por outro lado, a força dos percussionistas do axé é tamanha que, quando a bacurinha entra em cena, o tempo parece parar.

Repique Mor

Recentemente foi percebida a presença de repeniques de corpo mais alongado e sonoridade mais profunda nas baterias das escolas de samba.

Seja no carnaval carioca ou no paulistano, as chamadas do repenique ao surdo se tornam cada vez mais fortes e intensas.

Como escolher entre os melhores repiques de mão

Os critérios para a escolha do repique perfeito não se diferenciam muito dos outros instrumentos.

É sempre importante atentar para os seguintes itens:

  • Modelo;
  • Corpo;
  • Pele.

Corpo e Pele merecem atenção devido aos materiais escolhidos. Alumínio ou madeira no corpo? Pele leitosa, couro ou transparente? Essas decisões afetam a música que sairá das suas mãos, por isso fique ligado.

Modelo

A escolha do modelo de repinique tem relação direta com o estilo musical que o cliente pretende tocar. No Brasil, as variações locais desse instrumento tem muito mais espaço nas lojas, bandas e escolas que o original.

Escolher um repinique é algo trabalhoso, então para facilitar, quem é de samba, compre um repique de mão, quem é da Bahia e gosta do ritmo da batida do timbau, compre uma bacurinha.

O repenique original não é o mais prático para os blocos de carnaval, quem precisa tocar se movimentando na avenida precisa de conforto.

Algo que o repique de mão oferece de sobra, mas que o repique mor também consegue oferecer quando pendurado tipo os surdos.

Além disso, no caso do repique de mão, que também pode ser chamado de Repique de Anel, é interessante destacar que tal instrumento produz um efeito percussivo poderoso quando é tocado no centro com a mão e atacada na lateral com anéis nos dedos.

Tamanho

É fácil encontrar repiques de dimensões variando entre 8 e 12 polegadas. Quanto menor, mais agudo; quanto maior, mais grave. Existem modelos maiores e menores, mas é dentro desses limites que os músicos buscam os seus instrumentos.

Porém, quando se passa de um instrumento de 10 polegadas para um de 11”, a diferença é pouca, muito pouca. O som é quase o mesmo, sendo a diferença mais relevante encontrada no espaço disponível para tocar.

Quanto maior o diâmetro do instrumento, mais regiões e sonoridades tem o percussionista para explorar. Mas a sonoridade não varia tanto assim.

Material (corpo e pele)

O corpo dos repiniques foi feito da mesma maneira desde o começo da sua trajetória musical. Com a evolução da música e da tecnologia novos materiais passaram a ser testados.

O alumínio é bastante utilizado garantindo uma boa acústica, ótima resistência e muita durabilidade. Sem contar com a leveza que facilita a vida do músico que tocará o instrumento por horas seguidas.

Atente muito para detalhes relativos ao alumínio, tem que ser anticorrosivo e reforçado, sobretudo nas tarraxas.

Fique ligado nas tarraxas, tanto em relação à qualidade, quanto em quantidade. Afinal, são as responsáveis pela afinação do instrumento.

Em relação à pele, é importante destacar que essa (também conhecida como drumhead) é uma espécie de membrana que cobre as partes superiores e/ou inferiores de vários instrumentos musicais de percussão.

As peles variam em tamanho e material. O tipo mais comum de se encontrar hoje em dia é a “pele leitosa”, aquela branca que habita as baterias de escola de samba, que é barata e resistente, porém pobre em sonoridade.

As peles transparentes também podem ser encontradas em lojas e rodas de samba, são um pouco mais caras, contudo, a sonoridade é muito melhor. Emitindo mais harmônicos que a leitosa, são interessantes para os palcos e rodas de samba.

Quais são os repiques de mão?

Confira a seguir a nossa seleção dos melhores repiques de 2024, que você vai encontrar atualmente:

1. Gope LAL3011RMBC

Melhor Repique de Mão

Esse belo repique de mão serve para tocar e para desfilar. As cores elegantes precedem a sonoridade do instrumento da Gope.

Os materiais utilizados são comuns a muitas outras marcas, no entanto, entrega o que promete. A pele leitosa não oferece muitos harmônicos, com isso, é um instrumento útil para ser utilizado em estúdios de gravação.

2. Luen Percussion

Melhor Custo-Benefício

Repique Mao 30X10" Vnz 4 Afin Ferragem Pop Preto

  • Marca: Luen
  • Corpo: Madeira
  • Pele: P3 leitosa

Trata-se de um instrumento para aprendizagem. A madeira não representa qualidade e originalidade, mas economia.

É um bom primeiro instrumento, ajuda a desenvolver as habilidades rítmicas, mas não será o seu último repinique.

Por mais que você ache a afinação perfeita, o que é mais difícil com apenas quatro chaves de afinação, a durabilidade será menor que a de outras marcas.

Entenda que se trata de um bom instrumento, desde que seja utilizado para a finalidade correta: aprender e desenvolver a habilidade rítmica.

3. Repique de Mão Timbra

Repique de Mão Bom para Iniciantes

O alumínio reforçado revela cuidado com a resistência, tarraxas cromadas e reforçadas mostram que você pode batucar e não desafinar.

Não é o instrumento perfeito, mas apresenta uma ótima relação entre preço e qualidade.

Entretanto, não é o mais barato que apresentamos neste post. Mesmo assim, vale a referência pois, o produto é até reforçado para não te fazer ficar trocando de pele à toa.

4. Izzo Bacurinha 6232

Repique de Mão Bom e Barato

Bacurinha Repinique Profissional Izzo 6232 Alumínio 30x8" Com Ferragens Cromadas

Izzo Bacurinha 6232

  • Marca: Izzo
  • Corpo: Alumínio
  • Pele: P3 leitosa

R$ 199,00

A bacurinha é um repique mais estreito, tem apenas 8 polegadas de diâmetro, sendo tocada com duas baquetas de borracha ou plástico, a dinâmica que dá aos blocos de carnaval é sensacional.

É um modelo particular, focado em um certo estilo, porém, o preço é bom e vale a pena conhecer. Pode ser utilizado no samba e pode produzir um lindo efeito se for utilizado em parceria com um tamborim.

Também pode ser visto como uma chance de ter um instrumento cujo inventor você conhece, Carlinhos Brown.

5. Luen Serie Guetto

Repique de Luxo e Qualidade

A marca Luen investiu neste instrumento e trouxe um repique de anel feito em metal inoxidável. Um clássico que traz consigo muita modernidade.

O acabamento é incrível e se você não brilhar na roda de samba, a cromagem desse repique de anel fará isso por você.

Vale ressaltar que não basta comprar o instrumento e arrumar um anel, as batidas de metal no corpo metálico do instrumento podem ser lindas se ritmadas e bem executadas, mas podem irritar a massa se forem mal tocadas.

6. Contemporânea Gabriel Policarpo 144C

Repique de Mão Top de Linha

Contemporânea Repinique Madeira 30x12" Gabriel Policarpo 144C

Contemporânea Gabriel Policarpo 144C

  • Marca: Contemporânea
  • Corpo: Madeira
  • Pele: Preta rebaixada

R$ 564,00

A contemporânea é uma das principais marcas de instrumentos de percussão, ao menos no mercado brasileiro. Sua presença é notável em rodas de samba e em muitos outros nichos musicais.

Nesse modelo específico, o grande destaque está para o aro rebaixado. Tal acabamento facilita a vida do músico e protege a integridade de suas mãos. Pode parecer pouca coisa, mas lembre-se que a vida do músico é tocar, por isso, é preciso proteger suas mãos.

A qualidade de seus instrumentos é maior que o preço que é cobrado e, por esse motivo, não poderia ficar de fora de nossa lista dos melhores repeniques.

Não atravesse o samba

Comprar um repinique pode parecer simples, à primeira vista não há muita variação. Corpo de alumínio, pele leitosa, tarraxas cromadas, só muda o tamanho. Não é bem assim, o mesmo tipo de material não significa que é exatamente igual.

A qualidade das peças e até mesmo a quantidade de chaves para afinar os repeniques fazem diferença. Por isso, leia com cuidado esse post e comece a repicar as batidas do surdo até o dia raiar e o samba acabar.

Deixe um comentário